Rodado entre os anos de 2007 a 2010, Nos Tempos da São Bento é um documentário que busca a memória coletiva do hip-hop. Um dos intuitos é resgatar a memória daqueles que fizeram a História do Hip-Hop, ocupando por vários anos o espaço do Metrô São Bento, no centro da cidade de São Paulo. Minuciosa, a estrutura discursiva nos leva ao conflito com o esquecimento; o ato social de se apagar fatos, pessoas e grupos da história. É justamente este conflito, apresentado através do exercício da narrativa, que se transforma em ação dramática, onde a personagem principal é a memória coletiva.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Na Baixada


Na cidade de Santos o que não falta são bons dançarinos. O hip-hop na baixada data da década de 80, concomitantemente a São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e outras partes do Brasil. Nossa equipe desceu a serra e encontrou os lendários Red Crazy Crew e Black Cia.

Gato Magro, dj atuante até hoje, nos falou sobre os pontos de encontro da região e como organizavam as caravanas para irem a Estação São Bento.

"Nosso intuito era rachar com os caras de São Paulo"

Confiram as fotos ao lado

Foto: Dugueto Shabazz

Descontração


Residente da Rock Master Party, atuante desde 1983, simpatia inigualável, para quem não conhece vos apresento DJ Héliobranco.


"Não sinto saudades porque eu vivo a intensidade da São Bento até hoje"


Obs: Héliobranco é o responsável pela trilha sonora do documentário "Nos Tempos da São Bento".
Foto: Dj Guinho

Jackson - Estilo Selvagem

"Na época o improviso (free style) era conhecido como tagarela"

"Jr. Blown era o elo de ligação entre o hip-hop e outros artistas"

"Lembro de suas palavras: Não podemos mudar o mundo, também não podemos destrui-lo"

Jackson faz parte da banda Estilo Selvagem.

Foto: Dj Guinho.